Diabetes Tipo 1 – Sintomas e Tratamento Natural

Diabetes Tipo 1 – Sintomas e Tratamento Natural

A diabetes tipo 1 ocorre quando o pâncreas não funciona adequadamente tornando insuficiente a produção de insulina e esta deficiência afeta o sistema imunológico, os pacientes da diabetes tipo 1 necessitam de injeções diárias de insulina para atingir o nível necessário de glicose no sangue, mesmo não sendo tão severa como a diabetes tipo 2 ela requer atenção necessária.

O portador da diabetes tipo 1 lidam com a pressão de nunca poder errar no medicamento e muito menos de não ter o medicamente a sua disposição, usar doses erradas ou mais do que o necessário pode acarretar o óbito, por este motivo o paciente diagnosticado com tal doença recebe acompanhamento e instruções adequadas para não errar no período que passa a se automedicar.

A causa do diabetes tipo 1 pode ocorrer for fatores genéticos, ou pela própria deficiência do organismo em produzir os hormônios necessários para a fabricação da insulina, mas as infecções virais podem desencadear também a doença, a falta de eficiência do pâncreas ajuda no acumulo de glicose nas células, como não são distribuídas de forma eficiente eleva o acumulo de açúcar no sangue.

Diabetes não é uma doença contagiosa e não necessita de separação dos utensílios domésticos, mas a doença necessita de atenção por ser crônica, ou como informada os fatores genéticos também contribuíram muito neste caso, sendo assim a única coisa a fazer de primeiro momento é cuidar da saúde com hábitos saldáveis e ter atenção aos sinais da doença.

Os sintomas da diabetes tipo 1 são simples e podem ser facilmente confundidos com outros males do corpo mesmo agressivos como, náuseas e vômitos, pessoas que sofrem de mudanças constantes de humor podem desencadear a doença, nervosismo em excesso, fadiga sem motivo aparente, pessoas que não tem ânimo para nada e logo estão cansadas é um fator preocupante.

Fraqueza é outro sintoma muito comum, portadores de diabetes tipo 1 por mais que comam sempre sentem uma fraqueza fora do normal, vertigem e tonturas são constantes, sede em excesso e muita vontade de urinar também são indícios de que algo está errado.

Outro fator bem interessante é que os portadores de diabetes tipo 1 perdem peso com frequência, como o corpo esta debilitado sem imunidade e energia suficiente é de fácil percepção que o paciente tem de fraqueza ou que algo está errado.

Porem existe paciente que sofrem de boa parte destes sintomas, mas não se preocupam, e desta forma quando o paciente tem conhecimento do quadro clinico ele está em estagio avançado da doença, sendo ainda maiores os cuidados com a saúde.

Com o tempo e sem tratamento a diabetes tipo 1 não consegue atingir os níveis de glicose necessários fazendo com que o corpo comece a definhar por dentro, o primeiro nível é a quebra de gordura do corpo para a geração de energia, quando o corpo não tem mais nada para ser queimado e transformado em energia o paciente entra no quadro de cetoacidose diabética química.

Neste estágio a doença atinge outros sintomas como dor abdominal, perda de apetite, vômitos em excesso, odor ao respirar que chamamos de hálito cetônico além da aceleração e profunda da respiração, outros sintomas bem constantes são a dificuldade em acordar devido a forte sonolência que sentem.

 

diabetes tipo 1 tratamento

 

Agitação e confusão mental transforma o momento em uma espécie de coma sem saber o que de fato está fazendo vem da diabetes tipo 1, e para melhorar o quadro clínico ou até mesmo se prevenir é de extrema importância às visitas periódicas aos médicos, estas visitas podem ajudar com a realização de exames anuais para melhor compreensão.

Outro aspecto que necessita de muito cuidado é a pele e os pés do diabético, ambos ressecam muito e oferecem riscos de ferimentos, usem hidratantes específicos e para a pele diabética e atenção com os pés, porque pequenas feridas durante o tratamento podem acarretar em outras complicações mais sérias.

Além da visita outros pontos importantes são necessários como o controle do peso com dieta balanceada, e controle da glicemia, na diabetes tipo 1 é muito importante a observação dos níveis de glicemia, muito abaixo ou muito acima podem acarretar vários transtornos, no inicio do tratamento todas as tensões são voltadas para o nível indica ao corpo do paciente.

O portador da diabetes tipo 1 deve evitar os açucares simples, conhecidos nos doces e massas, uma atitude louvável é substituir a farinha do trigo por farinha integral, pães e massas integrais são ótimos, sendo boas opções, bolachas e doces somente integrais refrigerantes não podem bebidas alcoólicas também são prejudiciais.

O portador de diabetes deve consumir menos açúcar e mais carboidratos complexos como os próprios grãos integrais, as castanhas, ou nozes, os carboidratos complexos auxiliam na absorção lenta dos nutrientes equilibrando os níveis de glicemia.

A pratica de exercício ajuda muito, mas o diabético tipo 1 não pode ficar sem se alimentar mesmo que esteja fazendo atividades que é um bem ao corpo, ao realizar as atividades é bom ingerir alimentos leves, e se hidratar com frequência para que o corpo não sofra e não fique mais debilitado.

Além dos cuidados periódicos o diabético tipo 1 tem que fazer alguns testes para que os médicos saibam qual é o tipo de insulina mais indicada, existem quatro tipos, cada composição dispõem de cuidados específicos para melhor absorção do organismo, além disso, o paciente é orientado todo o tempo para que possa ser autônomo em seus cuidados.

Além disso, existe uma série de regras quanto à assepsia com as agulhas e forma de aplicação, os melhores locais de aplicação é na região do abdome, coxa na área da frente ou lateral, braço, cintura ou na área lateral das nádegas, para a aplicação da insulina deve ser observado os horários, ter uma tabela com as devidas orientações ajuda a não cometer erros.

Como dito a limpeza e qualidade da aplicação é necessária, então sempre deixe os matérias separadas em local limpo seguro e prescrição medica próxima caso ocorra alguma complicação, quando for aplicar lave bem as mãos, limpe o local onde se coloca a agulha e passe um algodão com álcool em ambas as áreas.

Diabetes tipo 1